top of page
Âncora 2
Âncora 1

Este ano não vai ser igual aquele que passou...



Durante o Carnaval, é comum que sejam gerados grandes volumes de lixo nas ruas das cidades que recebem as festividades. Esse lixo pode incluir garrafas, latas, confetes, serpentinas, plásticos, entre outros materiais.


Não há dados precisos e atualizados sobre a quantidade de lixo gerado durante o Carnaval em todo o Brasil. No entanto, estudos e levantamentos pontuais realizados em algumas cidades indicam que o volume de resíduos da festa pode ser significativo.


Em 2020, por exemplo, a Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) do Rio de Janeiro recolheu mais de 1,4 mil toneladas de resíduos durante o Carnaval.


Em Salvador, a Limpurb (Empresa de Limpeza Urbana) coletou mais de 1.200 toneladas de lixo na festa em 2019.


Para minimizar o impacto ambiental, é importante que os foliões descartem corretamente seus resíduos, utilizando as lixeiras disponíveis e separando o lixo reciclável do orgânico.


É possível um Carnaval mais limpo e saudável para todos?


· Descarte de lixo no chão: muitas pessoas jogam o lixo diretamente no chão, o que aumenta a quantidade de resíduos nas ruas e prejudica a limpeza urbana.


· Mistura de resíduos: algumas pessoas não separam corretamente os resíduos recicláveis do lixo orgânico, o que dificulta a reciclagem e aumenta a quantidade de lixo que vai para os aterros sanitários.


· Descarte de objetos cortantes: garrafas, latas e outros objetos cortantes devem ser descartados corretamente, para evitar acidentes com os trabalhadores responsáveis pela coleta e destinação dos resíduos.


· Abandono de lixo: muitas pessoas deixam seus resíduos no chão ou em locais inapropriados, sem se preocupar com a limpeza do ambiente.


Para evitar esses maus hábitos, é fundamental conscientizar a população sobre a importância da preservação do meio ambiente e da destinação correta dos resíduos. Além disso, as prefeituras devem se preparar adequadamente para a limpeza das ruas e a destinação correta dos resíduos gerados durante o evento.



Para engajar os foliões e garantir que o bloco carnavalesco não deixe resíduos, é importante adotar algumas estratégias, tais como:


· Disponibilizar lixeiras adequadas: é fundamental que haja lixeiras disponíveis em locais estratégicos ao longo do percurso do bloco, para que os foliões possam descartar seus resíduos corretamente.


· Separar o lixo reciclável: é importante que os organizadores do bloco incentivem os foliões a separar o lixo reciclável do lixo orgânico, para facilitar a coleta seletiva e a destinação correta dos resíduos.


· Distribuir sacolas para lixo: outra estratégia é distribuir sacolas para lixo aos foliões, para que possam armazenar seus resíduos e descartá-los corretamente.


· Realizar campanhas de conscientização: as campanhas de conscientização podem ser realizadas através de cartazes, folhetos e ações educativas durante o evento, para conscientizar os foliões sobre a importância da preservação do meio ambiente e da destinação correta dos resíduos.


· Engajar voluntários: é possível engajar voluntários para ajudar na limpeza do percurso do bloco e na coleta dos resíduos, garantindo que tudo seja descartado corretamente.


· Valorizar práticas sustentáveis: é importante que os organizadores do bloco valorizem práticas sustentáveis, como o uso de materiais reutilizáveis e a adoção de práticas mais sustentáveis no cotidiano, para conscientizar os foliões sobre a importância da preservação do meio ambiente.

Com essas estratégias, é possível garantir um bloco carnavalesco mais sustentável e consciente, minimizando o impacto ambiental e preservando o meio ambiente.


Carnaval Lixo Zero


Carnaval Lixo Zero é uma iniciativa que busca reduzir o impacto ambiental causado pelo Carnaval, promovendo ações para minimizar a geração de resíduos e aumentar a reciclagem dos materiais utilizados durante a festa.


A ideia é adotar práticas sustentáveis em todos os aspectos do Carnaval, desde a produção e distribuição de materiais, até o descarte e a destinação final dos resíduos.

Além disso, é importante destacar que uma grande quantidade de resíduos gerados durante o Carnaval é composta por materiais descartáveis ou de uso único, que dificultam a reciclagem e podem causar impactos ambientais significativos.

Evento climático Extremo


Segundo a Defesa Civil estadual, neste carnaval de 2023, o volume de chuva ultrapassou os 600 mm em São Sebastião e Bertioga, em menos de 24 horas. Isso provocou enchentes e quedas de barreiras em diversas rodovias.

O Fundo Social de Caraguatatuba, de São Sebastião e de São José dos Campos estão arrecadando alimentos, itens de higiene pessoal, materiais de limpeza, roupas, calçados e eletrodomésticos.


Seja solidário, Informe-se e colabore ;)

 



Kommentare


bottom of page